Pesquisar este blog

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Pixacao. Uma nova (R)evolucao ?

acao realizada na Faculdade de Belas Artes de Sao Paulo. 12/06/2008
acao realizada na Galeria Choque Cultural. 06.09.2008.
foto da Belas Artes baixada da internet
foto da Choque Cultural por Choque Fotos.

Estive pensando aqui nessas acoes realizadas por um grupo de pixadores em 2 instituicoes e em 2 momentos diferentes este ano.
A primeira, na Faculdade de Belas Artes de Sao Paulo e a segunda na Galeria Choque Cultural, tambem em Sao Paulo.
Nao quero aqui julgar ninguem, mas refletir um pouco sobre esses acontecimentos recentes.
Ate porque estive presente em uma mesa de discussoes na Bienal Internacional de Graffiti que aconteceu em BH e que em algum momento tocamos nessa discussao sobre pixacao.
Eu, comecei minha historia nas ruas atraves da pixacao. Nunca cheguei a ter um grande destaque, mas frequentei points, festas e fiz muitos roles com turmas da antiga.. Minhas turmas ? Stillu's e Agudos Gang. As duas da ZN. Com essas griffes fiz roles ao lado de varios amigos de role da epoca.. Sinistros, Suspense, Apaches, SkyWalks, Kinho... Nao foram poucos os amigos que perdi nessa correria para o Ibope.
Foi ai que eu conheci o Graffiti... E entao se iniciou uma outra historia, que nao vem ao caso agora.
Me lembro de quando ainda com 11/12 anos eu via na Imigrantes os escritos Cao Fila km 22. Perguntava pra minha mae o que era aquilo.. sempre sem uma resposta que me agradasse.
Pouco depois um amigo meu, bem mais velho, veio com uma lata de spray preto fosco pra pintar a bike dele. Sobrou um pouco de spray na lata e... magica ! La estava eu pintando meu nome na parede... A partir dali meu mundo nunca mais foi o mesmo.
Meu primeiro trampo foi de office-boy. Trampava numa firma de advocacia na R. Marconi, Centro de Sao Paulo. Um dia, sainda do metro Republica, vi no alto do edificio Italia o nome do Xuim. Aquilo realmente me impressionou e me inspirou ate hoje. Houveram outros casos como o do Pegadas no Centro Cultural Vergueiro, a escultura do DI#, o Binho no Cristo, etc...
Ate entao, sempre vi o pixo como uma guerra por Ibope, por dominar a cidade. Sempre admirando os pixadores como grandes estrategistas e pessoas de muita coragem e atitude. Porem sempre pensei que todo esse esforco, toda essa coragem e atitude, todo esse pensamento estrategico pudesse ser melhor aproveitado.
Sempre acreditei que em algum momento, alguem com essa atitude, com essa coragem e com essa energia, aliada a um pensamento estrategico pudesse desenvolver tambem um pensamento critico. E que esse pensamento critico o estimulasse a pensar e a identificar os problemas da nossa sociedade.
Acho que meu sonho se realizou. Ou esta se realizando.
Finalmente alguem entre os pichadores descobriu a forca que esse grupo tem e os reuniu para acoes pensadas.
Nao quero defender os atos, tampouco acusar os infratores e nem analisar os motivos dos ataques.
So quero deixar um ponto para reflexao...
Se todos os pichadores, grafiteiros, punks, hippies e todos aqueles que se julgam underground se organizassem para lutar contra aquilo que acreditamos estar errado nessa nossa sociedade, teriamos uma nova Revolucao.
Se ao inves de atacarmos instituicoes de Arte, atacassemos aqueles que realmente nos exploram, nos usam, nos roubam e riem da nossa cara sentados em sofas com um charuto cubano na boca, uma taca de vinho na mao, com os pes apoiados em carpetes peludos, assistindo um programa de TV a cabo Full HD em TVs de Plasma de 300''...
Acho que muitos politicos e empresarios corruptos e corruptores iriam pensar um pouco mais antes de nos meter a faca, nao ?
De qualquer maneira. Vejo isso tudo como uma nova etapa. Uma nova evolucao, depois dos muros tomados, dos beirais, das letras gigantes, dos trajetos de sao silvestre e noticiarios, chegou a vez do ataque em massa aquilo que nos agride.
Estou aberto a discussoes...


I was thinking here about these actions that this pixacao's group did at these 2 institutions in 2 different situations this year.
First one, at the Belas Artes Faculty in Sao Paulo and the second one at the Choque Cultural's Gallery also in Sao Paulo.
I don't wanna judge anyone but I wanna think a bit about these recent events.
Even that I was present in one of the discussions on the Biannual Internacional of Graffiti happened in Belo Horizonte and which in sometime touch in this discussion about pixacao.
I began my history in the streets doing pixacao. I never got a big fame doint it but, I regularly gone in the points, parties and did many trips with old pixacao crews... My crews ? Styllu's and Agudos' Gang. Both from Sao Paulo's North Zone. With these crews I did pixacao's trips beside many old friends in that time.. Sinistros, Suspense, Apaches, SkyWalks, Kinho... I loose no few friends in these trips for the fame.
And then I met the Graffiti... And then I began another history, but it don't mind right now..
I remember when I was 11/12 and I saw the words Cao Fila km22 written on the walls from the Imigrantes Road. I always asking to my mom about that.. never give any answer that could make me happy.
Few time later one friend of mine, quite older than me, comes with a black spraycan to paint his bike. The can still with some paint inside and... magic !! There was my name on the wall and my hands on black ! Since that my world never could be the same..
My first work was office-boy(messenger). I worked at a Lawiers Firm sitted at the Marconi St, Downtown of Sao Paulo. One day, getting out of the Republica Metro Station I saw on the top of the biggest building from Sao Paulo in that time, the name Xuim. That really impressed me and inspired me untill now. Many others happenings came as the Pegadas on the Cultural Center Vergueiro, the DI#'s sculpture, the Binho on the Christ, etc...
Untill then, I always saw the pixacao as a war for the fame, for the domain on the city. Always admiring the pixadores as big strategists and very brave and courageous with a big attitude. But also I always think about all of these efforts, all of these courage and attitude, every strategic thinking could be better used.
I always bellieved that in sometime anyone with these qualities could develop a critic thinking too. And this critic thinking could estimulate this guy to think about and identify problems in our society.
I think this dream come true. Or is comming true.
Finally someone between the pixadores found the power comming from this group and could join some of these crews to thinked actions.
I don't want to defend the acts nor to blame the offenders and nor to analise the reasons of these attacks.
I just wanna keep one point to reflexion...
If every pixadores, graffiti writters, punks, hippies and everyone that judge himself as underground could join and organise thenselves to fight against that we believe is wrong in our society. We could have a new revolution.
If on the contrary to attack Art Institutions we attack that ones who really explore us, use us, stolle us and smile on our faces sitted down in luxuous sofas with cuban cigars on their mouths, a cristall glass of wine in their hands with their foots on big hairy and smooth carpets, seeing TV show on cable systems at Full HD Plasma TV's with 300''...
I think many politics and enterprise's owners corrupts and corruptors would think a little bit more before fuck our asses, isn't it ?
Anyway. I see it as a new fase. A new evolution, after whole walls painted, roofs, giant letters, actions behind the news and marathons... it's time to attack the things who fuck us.
I'm open to discussions..


13 comentários:

Anônimo disse...

assino embaixo, tinho.

mari

pure evil disse...

Wow i cant believe this happened it wouldnt happen here in London.
I agree with everything you said.

charley PURE EVIL

Anônimo disse...

Até quem enfim alguém escreveu algo sensato sobre tudo isso...concordo que tá na hora de atacar aqueles que oprimem, que roubam, que são responsáveis por tanta desigualdade nesse nosso país, só que infelizmente esses pixadores erraram 2 vezes o alvo.

Vocês realmente acham que a causa dos problemas sociais brasileiros é a Belas Artes, uma instituição educativa, ou a Choque Cultural, uma Galeria de Arte?

O buraco é mais embaixo, garotada!

Quem sabe se vocês jogassem menos videogame, parassem de pixar as casas de cidadãos comuns, trabalhadores e começassem a ler um pouco mais, começariam a acertar os alvos certos.

É fácil chegar e invadir uma faculdade e uma galeria que tem as portas abertas para quem quiser chegar, quero ver agora invadir a casa do filha da puta do Maluf nos Jardins, do Kassab, da Marta, do Lula, invadir o palácio do governo, a prefeitura, o batalhão da PM...

Vamo lá molecada, coragem! Só assim vocês vão conquistar o respeito que tanto procuram!

Anônimo disse...

Nossa realidade hoje é simbolica. O ato de se ocupar estes espaços citados se insere sim dentro de um contexto de exclusão e hegemonia. Espaços que se pretendem publicos devem ter responsabilidade e coerencia.


Grafitero em galeria é somente adequaçao de linguagem, o grafite vira refem de um processo de profundo esvaziamento.......


A anonimo de cima tem razão ao opinar que os pixadores necessitam de mais informação e acesso a cultura para identificar melhor seus alvos. Por outro lado, nosso querido reacionario não compreende que é justamente nesse fosso social que a pixacão se justifica....


Pixação é contexto!!!!!!!!

Anônimo disse...

HA, mais deu uma vontade de que essa Pure Evil fosse aqui em Sp tambem.....

www.fotolog.com/tinhopaints disse...

concordo plenamente !
por isso qdo estou participando de uma exposicao nao faco graffiti..
procuro fazer arte.. pintura, colagem, instalacao, etc..
mas e isso..
como eu disse.. isso e apenas o comeco..
vamos ver no que vai dar, ne ?
e todo mundo me conhece.. se quiser chegar pra trocar ideia tamo ae..
abs..

Roman disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roman disse...

Salve tinho...
fodah o texto mano... pensei da mesma forma em ambos "ataques" sem contar que nos dois eu axei a ação e o planejamento fantástico, mas em lugares errados... por que ao invés da belas artes não a eca? não é pública? então deveria ser minha! por que ao invés da choque não o centro cultural são paulo! tbm não é público? teoricamente eu deveria poder expor lá, mas não a burocracia e a própria "elitização" impedem... enfim... não tem como ter um certo e errado nessa história... mas que realmente esse grupo tem poder... tem... só saber usar!
Abraços
Roman
www.fotolog.com/bolinho_spk

effejay disse...

belo texto tinho .. foi o que eu pensava .. querem fazer revolução .. ok .. façam .. mas atacaram o lugar errado .. belo texto.. zezão tambem mandou bem num texto la no flickr dele ..

abraços .. e parabens pela participação em BH .. belo trampo

fran

Anônimo disse...

AKN................


Seria bom se tudo que começasse como protesto não acabasse como forma de fazer dinheiro.
O Graffiti era assim não era? porem hoje poucos refletem isso ou se preocupa

Mas a questão do atak pelo que eu sei, ou seja o estopin é de pessoas escrevendo pixação em galerias. sendo que nunca foram pixadores de verdade tem varios caras assim
dai a galera fica doida com isso e com vários outros fatos que ja ocorrerão com a ma utilização da pixação.

Mas é realmente uma idéia que vários caras ja discutirão, uma forma de utilizar a pixação como uma grande força de manifestação.

O futuro já começou e a largada foi dada



Paz e Sorte.

Anônimo disse...

Sensatez?

Como se pretende ter isso numa relaidade como a nossa?. Pixação é só o espelho da nossa ruina enquanto sociedade, da sua, da minha, do nosso descaso diario.

Abraço pro ceis, que ficam ai com muito medo dentro do apartamento, vendo cidade alerta. E acreditando no que a teve te conta!

xguix disse...

Gostei muito do seu texto Tinho, bem consciente...!

apoio total!
grande abraço!

feartemoderna - Lipe.One disse...

realmente .....infelizmente tem gente na cena da pixacao sem informacao...E pega na Lata sem saber o q fazer....

VAmos nos informar galera , pq o governo a cada dia q passa nos engana mais!
Vamos agir , Sim! Mas nos lugares certos....Abrço a todos
SAlve os dois movimentos..tamu junto zona oeste!

h2o crew
"Lipe.One"
www.flickr.com/lipeone